Sistema Asimov de Som

Most Popular Songs

Albums

About

Sistema_Asimov_de_Som photo

Experiências adquiridas na cidade de São Paulo em 4 anos de trabalho musical com diversos parceiros; formação acadêmica (e também empírica e tradicional) na cidade de Fortaleza nos anos compreendidos entre 1998 e 2003; a incessante busca pela novidade, numa pesquisa constante por diferentes sonoridades. Essas características amalgamaram-se – e continuam solidificando-se – na personalidade artística de Gil Duarte, resultando atualmente no projeto Sistema Asimov de Som. O trabalho é uma fotografia da construção do estilo musical de Gil Duarte, onde se pode notar a riqueza da musicalidade e a preocupação com a poesia cantada. Os temas são variados, e misturam referências regionais com toques de ficção científica e cotidiano, em especial o cotidiano urbanóide de São Paulo, na visão de um nordestino em meio ao concreto cinza da metrópole. A diáspora dos brasileiros do nordeste, em busca de melhores oportunidades no ‘sul’, é uma marca presente, e ao mesmo tempo disfarçada, no trabalho de Gil. É algo como uma filigrana de identificação, que se fazia presente também nos artistas cearenses das décadas passadas. A saudade do lar, o estranhamento, a longitude da família e dos amigos, e ao mesmo tempo a vontade de conhecer outros lugares, outros céus, outras culturas, o gosto inconsciente pelo ‘partir’, são características impregnadas na alma do cearense, em especial da classe artística. Isso já vem de meados da década de 70, com os representantes do chamado ‘Pessoal do Ceará’. Ainda hoje, em artistas como Geraldo Junior, Cidadão Instigado e Gil Duarte, pode-se notar essa característica, embora em situação bem diversa da outra experimentada anteriormente. Mas o sentimento que vira poesia é basicamente o mesmo. Como diria Ednardo, na música Ingazeiras: O sul, a sorte, a estrada me seduz É ouro, é pó, é ouro em pó que reluz Além da música e da poesia, toda a arte gráfica é também inspirada nas imagens criadas por Gil, através de seus desenhos com influências da arte Naif e da Arte Pop, usando materiais recicláveis para a confecção de suas obras, desde livros rejeitados até embalagens de papel descartadas. Marcos Maia

Read more
Album name

0
Playlist
0
Your listening history